quinta-feira, 26 de março de 2009

banco alto e uma luneta - capítulo VII – num dia catatau, noutro, papai noel

antes que me esqueça, meu banco alto já voltou da manutenção. Custava me avisarem?!
Todo ano o Piscina Lazer e Cia organiza uma grade de programações para seus usuários. Com a crise, alguns associados se desligaram e a diretoria resolveu adiantar algumas festividades para angariar novos sócios. Hoje então, é dia de baile à fantasia. Todos estão ocupados nos preparativos para logo mais.
Os funcionários recebem fantasias alugadas pelo Sr Telles. Nós, mais que ninguém, devemos dar exemplo e estarmos bem caracterizados.
Sinceramente, quando me disseram que a festa seria hoje, pensei em não levantar da cama, ou ficar o dia inteiro sentada num banquinho baixo olhando para minha geladeira de inox (não menciono as laterais).
Ano passado o sr Telles foi muito “generoso” e me alugou uma suntuosa vestimenta de Catatau. Imaginem o calor debaixo de uma enorme manta de pêlo de urso e ainda ser obrigada a enxergar através de uma imensa boca aberta de Catatau sorridente... Querem saber o quão agradável fora minha noite festiva? O chato e pegajoso do sr Irene veio de Zé Colméia. Adivinhem? Resolveu andar de braços dados com seu fiel amigo até a festa acabar. Muito gentil, enfiava salgadinhos e mini sanduíches de presunto pela boca de Catatau, exatamente onde estavam meus olhos.
Estou no quartinho de guardados e vejo uma arara com diversas fantasias penduradas com o nome de seus respectivos. Odalisca para Marlene da limpeza, super-homem para Jorge da portaria, Minnie para Georgete da lanchonete, novamente capitão da marinha para Sr Telles... Vejo meu nome num saco preto pendurado a um cabide... Pela abertura nos fundos do saco vejo a cor vermelha e branca... Sr Telles entra neste instante. Não quero parecer curiosa e finjo pegar a caixa de primeiros socorros.
Alguém se feriu? Cuidado menina, o que não precisamos é de um processo nas costas... diz Sr Telles com ainda mais tufos de cabelos grisalhos saindo pelas narinas e ouvidos. Cólicas! Respondi.
Sr Telles não parava de me perguntar coisas inúteis e recomendar coisas ainda mais inúteis... minha cabeça estava na fantasia... eu não queria parecer curiosa, mas eu estava extremamente curiosa... Que fantasia teria as cores vermelho e branco? Estaria eu prestes à me fantasiar de bandeira do Peru?... Sr Telles fala alguma coisa sobre crianças que mijam na piscina rasa, no momento em que me vem a mente uma visão aterradora! Sr Telles seria capaz de me alugar uma fantasia de Papai Noel?! Enquanto todos os outros funcionários eram mulheres-maravilhas, havaianas, super-homens, odaliscas e super-poderosas... eu seria o Papai Noel?
Gotejo quase um vidro inteiro de Buscopan na boca. O diretor percebe que não paro de olhar para meu saco preto e diz em posição quase militar: E aí? Gostou da sua roupa? Acho que fui bastante criativo este ano!
Lhe envio um sorriso altamente duvidoso, entre o ódio e o sarcasmo, antes dele sair.
Prefiro ir nua a me fantasiar de Papai Noel em pleno mês de março... como Sr Telles pode me odiar tanto assim?!... Começo a rasgar o plástico com a mesma voracidade em que me imagino dando pauladas com uma bisnaga dormida na cabeça do Sr Irene vestido de duende...
Estou com a roupa nas mãos. Apenas duas peças. Não são barba e gorro... choro de felicidade, muita felicidade, enquanto esfrego no rosto a lycra macia de meu maiô vermelho... Há anos que desejo um uniforme decente de guardiã de piscina. O maiô vermelho e boné com cruz branca estampada mais lindos que já vi! Tive "quase" vontade de acariciar a testa de Sr Telles.
Troco de roupa rapidamente, pego minha luneta e vou ao encontro dos primeiros convidados. Me sinto potente. Sinto que minhas narinas estão dilatadas. Caminho como se estivesse numa passarela... vejo mesmo semelhança entre minha orelha e a de Gisele Bündchen... Se neste instante me chamassem, Pamela Anderson! Não seria, de modo algum, mera coincidência... Sem nenhuma intenção prévia, eu desfilo e aceno como se agradecesse a faixa e a coroa de miss Piscina Lazer e Cia.
Duas crianças fantasiadas se aproximam. Estou com o humor nas alturas e lhes dou atenção. Um deles me pergunta: O quê que você é? Um tomate?

Leu?
Assista a seguir, filme de trecho do capítulo

7 comentários:

  1. Muito bom, como sempre!
    Jks

    ResponderExcluir
  2. Excelente! Divertido! Viciante!
    tido

    ResponderExcluir
  3. hauahuahuaha !!! quero mais !!! :P

    ResponderExcluir
  4. Os pensamentos dispersivos, alucinantes e aleatórios da protagonista estão aumentando a cada capítulo, está demais, parece q vc está ficando dominada por ela.
    Rosana.

    ResponderExcluir
  5. Está hilariante!!!

    ResponderExcluir
  6. estou ansiosa pelo próximo...... É amanhã???
    Marcia

    ResponderExcluir